terça-feira, 28 de junho de 2016

Dia dos Namorados

Dia dos namorados é um dia como outro qualquer. Sim e Não.
Sim, afinal todo dia é um dia comum nós podemos torna-lo especial ou não. Há pessoas que realmente tratam o dia dos namorados como mais um... Passam despercebidos assim como pra mim o Natal não é nada de mais...
Mas não.. dia dos namorados não é para mim um dia comum, é um dia acima de tudo de confraternizar com seu par e sempre senti isso mesmo quando não tinha com que confraternizar. É também um dia de apelo comercial sim, trocamos presentes, mas acima de tudo um dia de paz e convivência.
E foi isso que fizemos, tornamos nosso primeiro dia dos namorados juntos um dia especial, de novas descobertas, de passar, de estar junto e relaxar. Fomos para a Ilha de Itaparica. Ida de lancha, volta de ferry, um rolê em Mar Grande, uma volta em Itaparica, almoço, relaxar, por do sol. Dia simples e especial. Dia de estar com meu bem e ser feliz.























quinta-feira, 19 de maio de 2016

Dos prazeres simples da vida


Pés na areia
Brisa do mar
Nossas mãos dadas
Água de coco gelada
Vento no rosto
Cafuné
Leãozinho me esperando na porta
Carinho no gatinho
O seu olhar me sorrindo
Mãe e Pai por perto
Amigas em quem confiar
Trabalhar com o que se gosta
Dançar
Dançar nos seus braços
Dançar para mim
Sentir seu cheiro
Planejar os nós
A vida
Os objetivos
Ver o por do sol
Seu sorriso bobo quando e surpreendo com alguma coisa
Chocolate
Cheiro de terra molhada
O bem que você me faz

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Nós

Sabe quando a vida da gente dá uma reviravolta?
Isso me aconteceu a 6 meses!
A vida mudou
Eu me mudei
Oportunidades apareceram
Encontrei uma pessoa especial
Outra vida
Outra rotina
Hoje eu não vivo e não penso como uma
Sou uma e sou dois
Eu estou aprendendo a cuidar
O esforço de não magoar ou machucar
Os planos para o futuro
Meu Leãozinho e nosso gatinho Meowth
Aprender a dosar o eu e o nós
É o abraço, o cheiro, o dengo
É lidar com o mundo ao redor
É o aprendizado constante
É a construção de um relacionamento que vai sendo feita a 4 mãos
Eu me esforço daqui, ele se esforça de lá
E desse jeito ele vai me fazendo feliz e eu a ele
E cada dia com ele é um presente que eu abro e me faz sorrir
E que sejamos para sempre felizes



domingo, 28 de fevereiro de 2016

Felicidade tem nome!

Desses momentos raros da vida eis que surge a oportunidade de juntar as pessoas que amo. Eis que resolvi então fazer um jantar!Namorado Lindo Ramon, Mamãe Terezinha, Papai Hugo, Madrasta Tamara, Irmã Tathiana, Sobrinha Ana Luiza e não posso deixar de falar dos mascotes Jolie e Leãozinho!

Muito gostoso receber as pessoas, reunir a família como a mais de 5 anos não se fazia.

E o cardápio foi

Entradas: Tapioquinhas com queijo; Batata temperada com azeite de oliva, parmesão ralado e ervas finas; trouxinha folhada com recheio de catupiry
Prato principal: Pizza folhada recheada com frango, catupiry e Mussarela
Sobremesas: Trouxinha folhada de chocolate, tiramissu e tartã de maçã (as duas últimas by mamãe)

Sim felicidade tem nome! O meu! Gabriela!

Felicidade de estar em família, felicidade de ter Ramon na minha vida, felicidade de estar morando com mamãe de novo, felicidade de papai estar visitando, felicidade da Tatha e Aninha estarem aqui em casa, sim Felicidade se chama Gabriela!

Interessante como sempre faltam palavras pra descrever os momentos felizes, felicidade pura, genuína, felicidade de estar aqui em casa fazendo as coisas e servindo e confraternizando, sim faltam palavras, meu coração celebra. E fim!



















Amor demais da conta!

Por hoje é só, pessoal! =D


segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Sobre dançar no TCA

Eu ja tinha subido naquele palco outras vezes

Aqueles imponentes 1554 lugares vazios, a imponência do Teatro Castro Alves

Meu desafio foi lançado ano passado quando por medo, vergonha, insegurança, não aceitação de mim mesma eu declinei o convite de Rita para a mostra dos cursos livres 2014

Foi um ano internalizando a ideia. Nesse ano algumas coisas complicas aconteceram, me desestruturaram, mas, ao mesmo tempo, me fizeram repensar, rever, me reconstruir, crescer e mudar

Em julho voltei a dançar por mim, pela minha necessidade de estar em movimento e para cumprir a minha promessa, o desafio de dançar no palco com a turma na Mostra de Dança.

Foram quase 2 meses de ensaio,  focada na certeza de que ia enfrentar o desafio de frente, foi uma nova descoberta, foi uma Eu diferente, foi o frio na barriga do terceiro sinal estando da coxia, foi o medo de errar, mas foi olhar pra todas essas mulheres lindas que estavam enfrentando esse mesma desafio comigo e pensar que somos um grupo lindo, suave que se preparou para isso.

A verdade é que não dá pra ver ninguém da plateia e de fato isso me fez mais tranquila, quando realmente minha ficha caiu a apresentação já estava no final, e ao sair a sensação de passou, acabou, consegui, deu certo, venci uma barreira, a de me expor nos trajes do ventre, o medo de ser julgada, o medo da critica.

Estou muito feliz por tudo isso, feliz por ter dado certo, pelas meninas, por Rita, mas principalmente por mim, sem duvidas o segundo semestre de 2015 está sendo muito muito especial!


Preciso deixar registrado alguns agradecimentos importantes

Rita, minha querida professora, pela oportunidade, por não ter desistido de mim, pelo insentivo sempre

A todas as dançarinas do ventre com quem compartilhei e compartilho momentos maravilhosos como os de dividir o palco do TCA, com vocês sem dúvida é motivo de orgulho

A Nana que me emprestou sua roupa e me deu carta branca pra eu poder mexer e reformar para que ela service em mim

A Ramon por estar comigo e compartilhar as expectativas, por ter o abraço que me acolhe e me acalma, pela paciência nestes últimos dias em que eu estava realmente ansiosa com tudo isso

A D. Vera, muito feliz e muito orgulhosa em saber que foi sua primeira vez no TCA. Foi uma honra!

Nana, Clovis, Líu e Thiago que foram me assistir!! Muito amor dedicado a vocês!

A todo mundo que desejou merda e quebre a perna! A energia de vcs foi fundamental!!!