sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Ser leve de novo...



De repente eu me vi tensionando  a vida
De repente eu percebi que minha leveza gradativamente  estava me deixando
De repente  eu percebi  que a ogrinha que existe  em mim estava querendo mostrar suas garras
Não foi um  unico fator
Um conjunto de coisas me levaram a isso
Umas com peso maior, outras com peso menor
Cansaço...
Muitas  coisas  boas estão  acontecendo que me deixam feliz
Não tenho o porque de tanta tensão
Ok! Sou stressada, mas isso não pode ficar...
Preciso  voltar a ser leve
Preciso repensar e rever a forma com que estou levando as coisas
Exercitar a mente assim  como estou exercitando  o corpo
E como me faz bem!
Faz bem a companhia,  faz bem a necessidade  de superar meus limites,  faz bem estar com os pés  na areia e trocar energia com a natureza
Hoje só posso pedir desculpas
Desculpa por ter perdido um pouco o controle de mim
Desculpas pelos momentos  tensos
Estou tentando tomar as redias  novamente
Tornar a vida leve
Ter leveza é  qualidade de vida
Na tranquilidade  resolvemos melhor os problemas e temos mais serenidade de deixar pra trás os que não tem  solução
Vamos lá!  Reprogramando!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Sobre linhas e linhas



Sim eu preciso escrever
Sobre as linhas e linhas derramar o que está preso em mim
Profusão de sentimentos, de pensamentos...
Me pergunto se eu posso, se eu devo...
E desta maneira adio e adio....
Mas escrever faz parte de mim..
Sei que em breve eu volto..
Com as linhas tortas
Sentimentos sinceros que transbordam de mim...
Porque bom mesmo é quando a gente transborda!!!

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Sobre estar bem...


Felicidade é o estado de espírito
É a leveza de se olhar o cotidiano com uma nova descoberta diária
É respirar o ser
Encarar desafios sabendo da possibilidade de vence-los
Pés descalços na areia da praia trocando energia com a natureza
Cada dia é um novo dia, uma página em branco esperando pelo lápis ou caneta a se tornar um texto, um desenho, uma obra...
Felicidade é desnudar a alma pelo sentir, é o toque, é o gosto, é sentir o coração do outro bater, é o abraço
É viver a musica, sentir, conhecer, ampliar horizontes... é dançar na ponta dos pés, correr em busca do futuro...
Emanar coisas boas, conseguir assumir os erros e desculpar (trabalhando nisso!!!) e também aprender a perdoar...
Mas, Felicidade acima de tudo, é o brilho no olhar, é o sorriso sincero, é o viver...


quinta-feira, 17 de julho de 2014

#CopaDasCopas

Ainda em crise de abstinência depois do fim da #CopaDasCopas, mas atrasada nos meus planos de escrever sobre tudo que rodeo minha vida durante a Copa do Mundo que aconteceu aqui no nosso país... Lá vou eu... rsrs

Depois de toda a repercussão das Jornadas de Junho de 2013, as manifestações durante a Copa das Confederações, minha entrada e engajamento no MPL, meu esforço e tentativa de atuar mais ativamente na política do país, apesar das incertezas levantadas pela mídia, pela oposição e pelos odiosos do PT, do início do ano até a copa começar eu fui tendo uma certeza.. Esta realmente seria a #CopaDasCopas!

Antes de mais nada, percebi o quão difícil seria termos o tão prometido caos aéreo, apagão, e outras atrocidades que pregaram por aí, por um motivo único... ao menos em Salvador, e eu vou preferir ser bem local, mesmo sabendo que este argumento se estende a outras cidades... Mas se usarmos como referência o carnaval, que aqui fecha por 7 dias os mais diversos acessos à Barra-Ondina e ao Centro/Centro Histórico da cidade, já me era plausível que daria tudo certo, infelizmente não consegui os números oficiais, mas se pensarmos quantas pessoas chegam a Salvador para ficar 7 dias e vão embora, se comparado com o turismo da Copa do Mundo durante um mes, se pensarmos que veio o mesmo numero de turistas em um mês o que vem durante todos os 7 dias de carnaval não teria como acontecer o caos... 

Sím... eu sei de todas as restrições impostas pela Fifa, não, eu não concordo com tudo que foi imposto (e aqui incluo também a questão social, na qual continuamos lutando cotidianamente), mas impostos foram pagos, os turistas vieram, pretendem voltar e foi feita uma propaganda fantástica do nosso país para o mundo. Se eu acho que o Brasil está perfeito? Não! mas seguimos melhorando a cada dia!

Mas esse posto não é político, é quase um mimimi, então vamos em frente!

Depois das Jornadas de Junho eu confesso que não estava exatamente empolgada com a Copa, alias na verdade eu não ao tão empolgada assim nem com meu time do coração o São Paulo, nem com o adotado, o Bahia, nada de futebol, e por causa disso, e por achar que todos os ingressos da copa seriam absurdamente caros e impensáveis para mim, não me inscrevi em sorteio nenhum pra comprar ingressos....

Acontece que... a copa foi se aproximando, e quando começou eu soube que haviam sido disponibilizados ingressos para venda de R$60,00 inteira com meia de R$30,00! MOOOOORTAAAAAAA!!!!!! A esta altura a Copa já havia começado e eu me tornei torcedora fanática e assisti a absolutamente todos os jogos que consegui... Assistindo os jogos da Fonte Nova o arrependimento bateu total... aíiiiii como eu queria estar na Copa!!!

Comecei a ver a fanfest bombando, mas confesso que andei sem coragem para a confusão... acabou que fui trabalhar panfletando na entrada da Fanfest, e fiquei junto com Tathi e Thabata pra assistir Brasil e Camarões com a galera lá encontrei Xuxa e povo do forró, uma experiência fantástica!! Sim Eu Fui pra FanFest e me diverti Muitoooooo!!!!!! Pulei, xinguei, vibrei, comemorei, extravasei!!!

Mamãe então, numa sexta feira, depois deu ter comentado no início da copa meu arrependimento quando soube dos valores, me mandou então procurar ingressos, se achava por um valor pagável... e então eu achei, mas não dava pra ela sozinha, então falei com papai e???? Ganhei meu presente de aniversário adiantado!! Afinal Copa do Mundo muitas vezes só podemos ver uma vez na vida, e no meu país, sabe-se lá se estarei viva para ver uma próxima!!!

E lá fui eu dia 25 de Junho...  Eu fui só (encontrei Liu, Vivian e Tia Leide no shops pegando a pulseira pro acesso ao metro), peguei o tão comentado metrô, cheguei viva ao Campo da Pólvora!!! hahahahahaah Ffeliz, alegre, contente, sorridente e emocionada para Arena Fonte Nova!!!! O jogo? Irã e Bósnia, e sim, este era o jogo que eu queria ver!!! Foi lindo, torcendo para o Irã, assim como a maior parte da torcida, e os iranianos estavam fazendo uma linda festa, mas perderam o jogo por 3 x1 para a Bósnia i Herzegovina. Confesso que comemorei TODOS os gols!! Eu fui pra ver gol e sairia frustradíssima se ficasse no zero a zero rsrsr Ok no gol do Irã foi uma comemoração muitoooo mais animada rsrsr mas gritei gol em TODOS!! rsrs

Depois eu ví pela TV o Brasil ganhar do Chile nos pênaltis, uma jogo difícil , sofrido, e eu já tinha dito pra TODO mundo, que seria assim, ninguém acreditou porque o Chile é meu segundo país e tem minha torcida e meu coração lado a lado com o Brasil .. Diga eu comemorei e chorei... queria o Brasil Campeão, mas não que
ria o Chile fora...

O que estou fazendo aqui? registrando tudo isso! o ingresso, a pulseira do metrô, o copo da coca cola, tudo fica de lembrança física... e este texto é antes de tudo para mim, para que daqui a alguns anos eu possa lembrar que eu fui, eu participei da #CopaDasCopas, a que foi considerada a melhor copa do mundo de todos os tempos! Não vi o Brasil ser Hexa no meu país, mas ví uma Alemanha simpaticíssima ser tetra! E estou muito feliz por ter vivido tudo isso!







Ingresso na mão!

 De metrô!

Achei o Fuleco desaparecido!



 Copa Retrô
 Torcida do irã
Religião e fé!
Lembranças!

sábado, 3 de maio de 2014

Pilulas


E hoje bateu a vontade de escrever

Escrever coisas meio aleatórias... mas que de alguma forma precisam sair...

Moro sozinha a mais de 4 anos, no mesmo lugar... e cada dia mais eu tenho a sensação de que meu tempo nesta casa está contado,  como se um ciclo estivesse a se encerrar

Sinto falta das minhas avós, minhas matriarcas, minhas mais velhas, e por mais que eu saiba que estive pouco tempo mas intensamente com uma e bastante tempo de proveito, colo e gostosuras com outra eu sinto falta...

Queria que existisse teletransporte. Mesmo. De verdade. Ou uma chave de portal, ou qualquer coisa que me possibilitasse estar com mamãe e papai sempre que me dá vontade...

Todos os dias eu me pergunto pra que porra eu comecei uma nova faculdade, mas aí eu lembro que tenho ideais maiores, respiro fundo e vou, agora só falta a coragem de estudar.


Tenho sentido uma necessidade imensa de debater sobre feminino e feminismo

Dança do ventre é uma das melhores coisas que eu fiz por mim nos últimos tempos

Descobri que eu gosto de política, de debater política (não o tempo todo) que eu sou de esquerda, feminista e luto por uma sociedade justa, sem preconceitos e sem catracas

Tenho amigas e amigos maravilhos@s, que são minha família, e muitos me adotam mesmo! Bom saber que eu tenho vocês!

Basta eu dizer que quero emagrecer que a família inteira se mobiliza e me apóia. Isso é uma pressão monstra mas também é um incentivo..

A 4 meses não como um lanche do MC, do boas, ou burguer King...  fico entre a vontade louca de comer e a vontade de manter firme o que cria um crise toda vez que vou ao Shop

Em 2014 eu decidi que serei muito mais livre do que fui até 2013

Preciso voltar ao Chile. Visitar o túmulo da minha avó, e também conhecer a Emília e o Matheo e ver minha irmã.

Leãozinho e o meu fiel companheiro e está semana fazemos 10 juntos. É muito amor.

Amo fotografar e um dos meus maiores sonhos de consumo hoje é uma câmera profissional
Eu quero ser mãe e um dia serei.

A infância inteira eu quis ter um irmão mais novo, ou irmã. E sim, antes que me perguntem, amo meus irmãos.

Danço forró porque dançando, nos braços do meu parceiro, me sinto livre em e sinto viva, e a minha energia se renovando a cada passo

Pretendo fazer mais 3 tatoos

Eu falo que desisti de você, que preciso me afastar, mas intimamente eu quero mesmo é você do meu lado e isto me leva a um conflito entre a razão é coração. Mas aos poucos as coisas vão se estabilizar...


quarta-feira, 9 de abril de 2014

Da dança do ventre e da dança da alma


Hoje a aula de dança do ventre,  não foi dança,  foi uma deliciosa roda de conversa sobre o por que de cada uma começar e se interessar pela dança do ventre.  Este momento foi muito intenso de emoções e eu não me senti pronta para falar,  mas resolvi escrever algumas coisas:

- a muito tempo já vinha pesquisando locais, escolas, valores, sempre achei uma dança linda

- existe ainda dentro de mim uma vontade e uma necessidade de me descobrir feminina,  mulher,  de desabrochar e cultivar a minha deusa interior

- eu sou dança,  das coisas que eu mais tenho prazer na vida é dançar "E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música" NIETZSCHE. Como eu gosto de dizer sempre: quem dança é mais feliz.

O mais interessante é que entre os diversos relatos foi possível perceber o quando a turma tem a mesma energia,  como todos os problemas e dificuldades todas trocamos energias, e nos fortalecemos em nossos encontros.  Chamo de encontro pois pra mim é muito mais que técnica é sentimento,  sensação.  É troca de energia boa, sem competição de quem dança melhor,  independente do nível de dificuldade,  existe um descobrir diário.  Pensando nos relatos e também nas minhas dores enquanto voltava pra casa, pensando nas coisas as quais ainda não me sinto pronta para compartilhar, me lembrei de um grito de guerra, uma canção feminista e feminina que conheci através da Marcha Mundial das Mulheres e do Levante Popular da Juventude:

"Companheira me ajude
Que eu não posso andar só
Eu sozinha ando bem
Mas com você ando melhor"

Isso define um pouco do que eu senti hoje....

É,  ainda voltando pra casa, escutei uma música que tem muito a ver com algumas coisas que falamos, e hoje, no dia dela, fui tocada por ela, Iansã:

"O raio de Iansã sou eu
Cegando o aço das armas de quem guerreia
E o vento de Iansã também sou eu
E Santa Bárbara é a Santa que me clareia
A minha voz é o vento de maio
Cruzando os ares, os mares,  o chão
Meu olhar tem a força do raio
Que vem de dentro do meu coração"

Sem dúvida uma experiência íntima e intimista,  delícia de viver.




terça-feira, 25 de março de 2014

Algo assim de sentir

Eu sei que hoje não sou digna de registro
Hoje eu não sou ninguém importante
Percebo flertes
Interesses de cooptação
É algo que valoriza
Mas não, eu não sou ninguém
Não sou digna, não mereço
Um registro sequer de presença
Mas um dia serei gente
Altruísta, digna, contente
Respeitada, pessoal e politicamente
E aí de fato vai mudar
Vai aprender a me respeitar
E então seguiremos em frente