quarta-feira, 9 de abril de 2014

Da dança do ventre e da dança da alma


Hoje a aula de dança do ventre,  não foi dança,  foi uma deliciosa roda de conversa sobre o por que de cada uma começar e se interessar pela dança do ventre.  Este momento foi muito intenso de emoções e eu não me senti pronta para falar,  mas resolvi escrever algumas coisas:

- a muito tempo já vinha pesquisando locais, escolas, valores, sempre achei uma dança linda

- existe ainda dentro de mim uma vontade e uma necessidade de me descobrir feminina,  mulher,  de desabrochar e cultivar a minha deusa interior

- eu sou dança,  das coisas que eu mais tenho prazer na vida é dançar "E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música" NIETZSCHE. Como eu gosto de dizer sempre: quem dança é mais feliz.

O mais interessante é que entre os diversos relatos foi possível perceber o quando a turma tem a mesma energia,  como todos os problemas e dificuldades todas trocamos energias, e nos fortalecemos em nossos encontros.  Chamo de encontro pois pra mim é muito mais que técnica é sentimento,  sensação.  É troca de energia boa, sem competição de quem dança melhor,  independente do nível de dificuldade,  existe um descobrir diário.  Pensando nos relatos e também nas minhas dores enquanto voltava pra casa, pensando nas coisas as quais ainda não me sinto pronta para compartilhar, me lembrei de um grito de guerra, uma canção feminista e feminina que conheci através da Marcha Mundial das Mulheres e do Levante Popular da Juventude:

"Companheira me ajude
Que eu não posso andar só
Eu sozinha ando bem
Mas com você ando melhor"

Isso define um pouco do que eu senti hoje....

É,  ainda voltando pra casa, escutei uma música que tem muito a ver com algumas coisas que falamos, e hoje, no dia dela, fui tocada por ela, Iansã:

"O raio de Iansã sou eu
Cegando o aço das armas de quem guerreia
E o vento de Iansã também sou eu
E Santa Bárbara é a Santa que me clareia
A minha voz é o vento de maio
Cruzando os ares, os mares,  o chão
Meu olhar tem a força do raio
Que vem de dentro do meu coração"

Sem dúvida uma experiência íntima e intimista,  delícia de viver.




terça-feira, 25 de março de 2014

Algo assim de sentir

Eu sei que hoje não sou digna de registro
Hoje eu não sou ninguém importante
Percebo flertes
Interesses de cooptação
É algo que valoriza
Mas não, eu não sou ninguém
Não sou digna, não mereço
Um registro sequer de presença
Mas um dia serei gente
Altruísta, digna, contente
Respeitada, pessoal e politicamente
E aí de fato vai mudar
Vai aprender a me respeitar
E então seguiremos em frente

sábado, 8 de março de 2014

Dia da mulher

O que é ser mulher? A um bom tempo venho  e perguntando isso...

A 1 ano e 5 dias precisamente passei por uma situação única na minha vida... perdi uma vida... e isto me fez e faz repensar diariamente sobre o ser mulher...

Será mulher é muito mais do que ter uma buceta... Será mulher é força de espírito.

Nesse dia me descobri de fato mulher,  descobri o quanto sou forte,  o quanto é possível enfrentar o mundo.

Deixei aflorar a minha necessidade de mudar o mundo,  me descobri mais feminista,  apesar de toda a construção machista da nossa sociedade.  Me identifiquei com lutas sociais,  e que podemos fazer algo por uma sociedade melhor,  igualitária de oportunidades para todos... Não se conquista de uma hora para a outra,  mas podemos lutar por uma sociedade melhor.

Percebi e tenho a consciência de que uma relação,  independente de qualquer o tipo é uma via de mão dupla,  e por mais que você precise,  queira, deseje estar com alguém,  você não pode obrigar que o outro esteja com você. E, por mais que doa está constatação,  é preciso seguir em frente... Isto , e fez mais paciente. Por mais que certas ausências me machuquem...

Não se vive sozinho nesse mundo,  nem sempre parente é família,  mas família e família e os laços de amor, carinho provam isso...  amigos são a família que escolhemos,  e sou muito feliz pois minha e meus, estão sempre presentes,  nas  comemorações e nos puxões de orelha, ombros que consolam nos momentos difíceis... aprender  lidar com essas relações me fez segura daqueles que me cercam.

Trabalhar e conquistar meu dinheiro,  depender kd vez menos de pai e mãe,  me tornou mais confiante da minha capacidade,  Apesar de toda a minha insegurança com relação ao futuro.

Quando se trabalha fazendo algo que te dá prazer e também algum reconhecimento por algo bem, feito me ensina a ter orgulho e a valorizar a minha capacidade,  por mais que eu tenha sérias dificuldades de acreditar nisso...

Agora aos 31, entrei numa fase de auto conhecimento,  surgiu a necessidade de explorar a minha feminilidade,  e o me descobrir mulher deste último ano passado também é principalmente por esta fase.  A importância do amor próprio,  não como super ego... É a minha busca,  a aceitação de quem eu sou,  como sou... É o não mais permitir que ninguém me desvalorize.

Hoje, dia 8 de março,  comemoro. Comemoro pois estou vivenciando de fato o ser mulher.  O aprendizado é árduo,  mas recompensador.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Expectativa

Expectativa define muito do que eu vivi e ainda vivo nestes tempos.

Foi a Expectativa de passar de novo na UFBA, 
A expectativa do começo das aulas
Expectativa das férias
A expectativa das coisas do trabalho
Expectativa dos ensaios de verão
Expectativa de viajar, de que tudo desse certo
Expectativa de ver meu pai, irmãos, sobrinhos
Expectativa de conhecer a mãe dos meus irmãos
Expectativa de um reencontro com alguém que se fez importante
E lidar com a frustração de não rever
Expectativa de começar minha aula de dança do ventre e conhecer pessoas novas
Expectativa de que o texto ficasse bom, e ficou,  e recebeu elogio
Expectativa de que 2013.2 finalmente acabasse em fevereiro de 2014.
Expectativa de 2014 me trouxesse coisas boas e coisas novas
E a esperança de que as coisas mudem, que as feridas fechem, que novos caminhos se abram
Vida e alma abertas,  prontas em fim para receber tudo de bom que este ano se propõe a trazer

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

#DiarioDeBordo #Dia15 the and

Eu tenho o melhor pai do mundo!
Meu papai fez de tudo para que meu último dia no Chile fosse bom! ! Comprou frutinhas que eu gosto,  frutinhas pra eu experimentar,  fez o almoço! Ele que fez o hamburguer =) e também batata frita Uhuuuuuuu!
Boa parte do dia eu passei brigando com a maquina,  foi uma vida pra conseguir copiar as fotos pro meu pai... mas consegui!  Comprinhas!  Sim! Lógico,  óbvio e sem dúvida que eu trouxe pisco! Hahahahahahahahhaha vou poder fazer pisco sour em casa yeahhh!!!!!!!!
Chato foi o piti desnecessário da mulher do meu pai,  mas eu entendo,  ainda estou com muuuuuuuuuitaaaaaaaaaaaaaaaaaaa raiva, mas eu entendo... ciumes é assim mesmo... desnecessário total,  pois ao contrário do que ela pensa eu não quero e nem pretendi fazer ela se separar do meu pai!  Respirei a paz a viagem inteira pra não responder as vezes que ela me destratou... mas paciência tem limite...
Também não quero dedicar muitas linhas a coisas desagradáveis!
Minha viagem foi uma delícia!  Estar com pessoas que eu amo e não via a tantos anos foi pra recarregar as baterias e começar o ano pronta para enfrentar as batalhas e aproveitar as delícias deste novo ano!
Já disse que meus irmãos são lindos? Com a Marcela falei no sábado,  já doida pra voltar sem nem ter ido,  só pra encontrar com ela e conhecer meus sobrinhos lindos! O Huguy no domingo disse que está esperando eu voltar!  É amor demais!  Minha cunhada é uma Fofa,  extremamente carinhosa!  E nada nem ninguém vai estragar o que eu vivi nestes dias!
A volta pra casa foi uma odisséia! Merecia um post sozinha Hahahahahahahahhaha mas vamos lá!
Por causa do piti alheio acabei indo mais cedo pro aeroporto como umas 5 da tarde... o vôo saiu 8 e 40 da noite,  chegou em Guarulhos 1 e 20 da madrugada bati perna, enrolei no freeshop, e fui pra alfandega!  Sempre um alívio passar ilesa sem abrir as malas!
Hora de buscar onde dormir, 3 piso, a galera dorme por lá! Não tinha espaço nos bancos grandes nem nas mesas  dormi no chão!   Acordei vi uma mesa vaga,  e depois um banco grande que dava pra dormir esticada Uhuuuuuuu hahah hahahhahaha
Tomei café da manhã na Brunella!  Beije meu ombro kkkkkkkkkkkkkkkkk
9 da manhã voei pro Rio de Janeiro!  Cheguei lá ainda dei uma volta no galeão e rumo a salvador!
Lar doce e bagunçado lar!
Reencontrar meu bebê Leãozinho!  Aí que saudade do meu bichinho!
E assim foi minha viagem!
Estou muito feliz!

domingo, 5 de janeiro de 2014

#DiarioDeBordo #Dia14

Hoje foi dia de volta a ser Criança!!!!
Aqui em Santiago tem um museu muito interessante, o MIM! Museu Interativo Mirador. Fomos eu e papai
Como o próprio nome . diz o museu e interativo. Ótimo para as crianças, mas aduto se diverte muito também =)
tem experiencias tateis, Opticas, auditivas.
As de física são muito legais, de força, cabo d. guerra, levantar seu peso...
As bolhas de sabão foi onde mais me demorei,éaprender brincando, até papai se intreteve.
1Tambem tem o que chamam de oficinas que são visitas guiadas em alguma sala, cada • Visitante pode ir em 2 dessas. Fomos na sala" y se mueve". uma explicação sobre como acontecem os terremotos, maremotos. tsunamis e o mais legal, Um simulador de terremoto. simulam lá o terremoto de 2010 que, aqui em Santiago alcançou 8.0 na escala Richter. Muito legal!
Vale dizer que eu escapei por pouco de um, mais fraco que aconteceu um dia antes deu chegar!
Passamos umas 5horas lá!. #recomendo total!
'De noite temos tomar um Sorvetinho! Êeee Vida Boa!!! Acaba não, mundão!!!

Encontrei um Parque Republica del Brasil! (Obserem que está escrito com S e não com Z)

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador - esse piano é massa, mas 
pra brincar nele só até os 5 anos =S

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador


Museo Interactivo Mirador
 
Museo Interactivo Mirador
 
Museo Interactivo Mirador - jugando com mi papa

Museo Interactivo Mirador - jugando com mi papa

Museo Interactivo Mirador - Jugando com mi papa

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador - eu de costas!

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador - bolha de sabão

Museo Interactivo Mirador - Bolha de sabão

Museo Interactivo Mirador - papa jugando

Museo Interactivo Mirador - parede de bolha de sabão

Museo Interactivo Mirador - Parede de bolha de sabão

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador - no simulador de terremoto

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador

Museo Interactivo Mirador - lupa gigante

Museo Interactivo Mirador - Cama de pregos

Museo Interactivo Mirador

La bella e la besta



un heladito

sábado, 4 de janeiro de 2014

# DiáriodeBordo #Dia13

De volta a Santiago,depois de uma noite inteira no busu, 5 da matina eu cheguei. Papai já estava me esperando =D
O qve fazer? Dormir e dormir, oras!!! Hahaha
De tarde, ou melhor, depois de acordar fomos ao shops e depois ao centro... comprinhas!!! =D
Comer? Sim, claro!!! Sorvete, churros, lomito luco! Delícia
De noite Saímos com a Tamara. tomar um drink, foi muito agradável!
Meu tempo por aqui está acabando... Fica meio triste, meio feliz. Deixar as pessoas que amo, mas é bom saber que vou Voltar pra casa com muitos planos pra voltar ao Chile.


 Helado de lucuma com merengue e pomelo
 Churros! \o/
 Antiga cede do corpo de bombeiros, aqui eles são voluntários
 Igreja de Nossa Senhora do Rosário

 prêmio para os mais corruptos de 2013


 lomito luco ;)